E se Batman V Superman fosse feito em 1996?

wpid-img_20150501_073426

Como já é um costume meu por aqui, sempre que um novo filme dos Vingadores estreia no cinema, o Moura aqui faz um elenco maluco imaginando como seria o cineverso Marvel se tivesse sido produzido 20 anos atrás, com Vingadores, Era de Ultron e Guerra Civil.

Pois bem, como muitos leitores e ouvintes do Uaréva andam nos acusando de Marvetes safados, resolvi fazer justiça e elencar o polêmico (cof ruim cof cof) Batman V Superman: A Origem da Justiça em uma produção de 1996. Bora pirar com a gente aqui, DCnecos?

Superman e BenSuperman – Ben Affleck

Isso mesmo Uarevianos. Depois de horas buscando o ator que caberia no papel do homem de aço lá nos longínquos anos 90 e considerando atores como Jim Caviezel e Billy Crudup, cheguei à conclusão que o ex-Demolidor, atual Bátema, com seu queixo quadrado com furo de bunda tinha a cara de bom moço necessária para ser o homem de aço quando ainda era um jovem ator de 23 anos. Até 96 Affleck tinha feito algumas participações em séries e estrelado Barrados No Shopping, de Kevin Smith. Pois bem, gostem ou não, o ator tem a cara certa pro escoteiro azul.

 

batman bruceBatman – Bruce Willis

Se a morcega tem que ser um coroa foda, o xará do personagem no cinema é a representação disso nos anos 90. Aos 41 anos, ele faria o contraponto desejado de um Batman mais velho frente a um Superman ainda novato. Em 96, Willis está no auge da carreira, tendo uma sequência de sucessos como Pulp Fiction, Duro de Matar, Os 12 Macacos, entre outros. Quer dizer, impossível não respeitar o homi.

 

 

 

lois dianeLois Lane – Diane Lane

Vocês obviamente já notaram o costume da Warner/DC em trazer de volta atores que interpretaram personagens da editora de volta em outras produções. Pois bem, vamos fazer isso ao contrário então. Lois Lane de 1996 seria interpretada pela atual Martha Kent, Diane Lane. Aos 31 anos, a atriz fez esse ano Jack (o filme do Robin Willians) e Prazer em Matar-te. Linda e talentosa, ela é a nossa intrépida repórter.

 

 

Lex EwanLex Luthor – Ewan McGregor

Pelo que eu entendi em BVS, a ideia do Lex é um moleque hiperativo irritante e cocaínomalo. E não é que aos 25 anos Ewan McGregor fez exatamente isso, mas bem melhor, em Transpoiting? Foi com esse filme que é praticamente uma bad trip de ácido completa na sua cabeça que o ator escocês estourou no cinema, e daria a ele a carta branca para viver o Luthor versão juvenil (Obs: e poderia ser um ótimo Luthor que vale hoje em dia).

 

 

Alfred e PlumerAlfred – Christopher Plummer

Confesso que minha primeira escolha para o Alfred teria sido John Hurt, mas a diferença muito pequena de idade entre ele e o Bruce Willis acabou me dissuadindo da ideia. Por isso Christopher Plummer, o capitão Von Trapp do clássico A Noviça Rebelde, grande ator Canadense, acabou sendo minha escolha para o papel. Com 67 anos na época (mesma idade atual de Jeremy Irons), o veterano ator estava em Os 12 Macacos com Willis em 1995.

 

 

Perry DannyPerry White – Danny Glover

Chorem racistas de plantão, o editor do Planeta Diário continua negro na versão noventista de Batman V Superman. Quem assume o comando do jornal mais vendido de Metrópolis aqui é o eterno tenente Murtaugh, Danny Glover, que na época encostava ali na casa dos cinquentões. Depois do sucesso estrondoso de Máquina Mortífera, o ator amargou alguns filmes de repercussão muito menor por volta de 96, como Os Anjos entram em Campo, Maverick (que eu gosto para caraleo) e Pescando Confusão, os dois últimos que tentam repetir o sucesso das parcerias com Mel Gibson e Joe Pesci, respectivamente.

Marta and DianeMartha Kent – Diane Keaton    

Diane Keaton é uma das minhas atrizes favoritas e olhando pra ela eu vejo o estereótipo da mãe amorosa americana. É por isso que ela ganha o papel da matriarca dos Kents que absurdamente ainda trabalha de garçonete em um boteco pé sujo no cu do mundo de Smallville enquanto seu filho ingrato trabalha no maior jornal do país. Enfim, Diane Keaton é a Ma Kent. Em 1996 a atriz estava em O Clube das Desquitadas e As Filhas de Marvin.

 

 

Diana CatherineMulher Maravilha – Catherine Zeta-Jones

Basicamente a Sra. Michael Douglas é a personificação da princesa amazona em carne e osso. Ontem, hoje, sempre. Catherine estava na época começando a galgar os degraus do sucesso, no alto de seus 26 aninhos. Saída de alguns filmes e séries para televisão, é no ano de 96 que ela interpreta uma vilã na malfadada adaptação do Fantasma, para apenas em 98 despontar realmente com o filme do Zorro. Interpretar a Mulher Maravilha iria, com certeza, adiantar o sucesso da atriz.

Vou confessar que balancei bastante entre ela e Monica Bellucci, que também parece ser a própria Diana da vida real, então a preferência pessoal acabou pesando aqui. Com dor no coração.

E ae, amigos? Curtiram? Não? Ficou bom? Uma merda? Deixe sua opinião nos comentários!

Designer gráfico por vocação, publicitário por formação, filósofo por piração.