As maravilhosas mulheres das séries – Sidney Bristow

Alguns anos antes de Jennifer Garner se tornar (e deixar de ser) uma das estrelas mais populares de Hollywood, ela protagonizou um seriado chamado Alias, nascido lá em 2001.

Sidney Bristow

Ela era Sidney Bristow, uma jovem e brilhante universitária, filha de um agente da CIA com uma agente da KGB. Ela é recrutada para trabalhar em uma organização chamada SD-6, teoricamente um braço secreto da CIA.

Dessa forma ela se torna uma espiã de ponta a serviço da agência. Sidney luta Krav Maga, e fala quase 20 idiomas fluentemente, além de ser uma mestra dos disfarces.

Emocionalmente e fisicamente muito forte e equilibrada, logo se torna a melhor agente em atividade.

Mas como um bom seriado de espionagem, nada é o que parece. Sidney descobre que o SD-6 é uma organização criminosa quando eles mandam matar seu namorado, e ela passa então a ser uma agente dupla, passando a trabalhar para a CIA, infiltrada na SD-6.

E Sid passou por tudo e mais um pouco nas cinco temporadas da série. Entre missões secretas e revelações, ela acaba enfrentando como pior inimiga a sua própria mãe, que forjou sua morte para fugir da justiça e agora lidera outra organização criminosa.

Umas das séries mais aclamadas da década de 2000, Alias apresentou pro mundo uma espiã muito mais foda que qualquer James Bond ou Jason Bourne.

Sidney Bristow sim chutava bundas.

E já ouviu o nosso podcast sobre Mulher Maravilha?

Designer gráfico por vocação, publicitário por formação, filósofo por piração.