Visão Virtual

Batman Triunfante, como poderia ter sido?

Provavelmente, todos vocês conhecem ”Batman e Robin”, que, para os civis, é apenas um filme do Batman com o ”Chuazeneger”, mas que, para os fãs do herói, dos quadrinhos e dos filmes bons, é uma verdadeira afronta.

”Batman e Robin” foi escrito por Akiga Goldsman e sua versão ”moderna” da série dos anos 60 não agradou os fãs, tornando o filme um retumbante fracasso.

Após ver que havia ”estragado” a franquia do Cavaleiro, Schumacher decidiu que precisava consertar aquilo. Após duas semanas, ele apresentou a Warner um roteiro para um quinto filme chamado ”Batman Triunfante”, que iria manter-se intacto, sem alterações, para reviver o morcego nos cinemas.

A Trama era centrada no Batman. Com Robin e Batgirl cursando a faculdade (Apesar de outras versões falarem que eles estavam mortos), Batman volta a combater o crime sozinho, e percebe que os criminosos não tem mais medo dele. E Ele precisa recupererar esse medo.

Paralelamente, Jonathan Crane, um professor da universidade de Gotham, usa seus alunos como cobaias para seu avançado gás do medo. Tentando confrontar o colega, O professor Kirk Langstron é jogado contra uma estante de produtos químicos e torna-se uma criatura conhecida como Morcege-Humano.

Primitivo, O Morcego-Humano é controlado por Crane, que adota a identidade de Espantalho para controlar a cidade. E Apenas o Batman pode enfrentá-lo.

Schumacher queria manter George Clooney como Batman e John Napier como Alfred, além de participações de Chris O’Donnel e Alícia Silverstone. Além disso, ele cogitou Howard Stern (O Duende Amarelo chora) como Crane e Johnny Depp como Langstron. Ele até encaixou uma participação do Coringa (Interpretado por Jack Nicholson) em uma cena onde Batman alucina por causa do Gás do Espantalho!

Visando mais aquela coisinha verde e fina que move o mundo (Não, não é a floresta tropical), a Warner preferiu deixar a franquia na geladeira até a chegada de Christopher Nolan e do extraordinário ”Batman Begins”.

Mas sempre poderemos pensar: ”Batman Triunfante… Como poderia ter sido”?

Afinal, sempre temos a Visão virtual! Mantenham-se atentos e até a próxima.

A SEGUIR: Os muitos roteiros de ”Comandos em Ação”.

Podcast, Quadrinhos, CInema, Seriados e Cultura Pop